Detalhe
Voltar ao Início Orçamento Participativo - Amadora
OP'15 - Bem-vindo

Detalhe

Início  >  Orçamentos em Curso  >  Propostas para Orçamento Participativo 2020  >  Proposta 23 - MATILHAS ERRANTES DE CANIDEOS NA AMADORA - CAPTURA E MONITORIZAÇÃO

Proposta 23 - MATILHAS ERRANTES DE CANIDEOS NA AMADORA - CAPTURA E MONITORIZAÇÃO

MATILHAS ERRANTES DE CANIDEOS NA AMADORA - CAPTURA E MONITORIZAÇÃO

Há vários anos que as matilhas de canídeos provocam o medo e a insegurança da população. Estas matilhas de uma forma geral são constituídas por canídeos de diferentes raças, sexos e idades. Vivem em grupo, vagueiam em número de 2 ou mais cães, pela cidade à procura de abrigo, comida e para acasalamento. Cada grupo é fechado e o contacto com humanos é praticamente inexistente sendo quase exclusivamente feito por um ou mais cuidadores pontuais que os alimenta. Apesar do medo e da insegurança que causam, raramente há ocorrência de ataques às pessoas e, se o fazem, é porque são provocados, apedrejados, agredidos e expulsos de forma pouco correcta pelos locais nas zonas onde se concentram para se abrigarem e alimentarem o que torna o instinto de protecção e sobrevivência do grupo mais presente. Muitas vezes as colónias de gatos existentes servem de local de alimento. A altura mais critica é sem dúvida a do cio, sendo a esterilização/castração destes grupos uma das primeiras prioridades.
A captura, alojamento e monitorização destas matilhas deve ser feita em várias fases:
1ª » Sinalização: localização, marcação, contagem, controle da movimentação das mesmas (fundamental a ajuda dos seus cuidadores, se existirem);
2ª » Preparação do futuro local de abrigo: um baldio com espaço razoável (vários metros quadrados), que a CMA poderá eventualmente disponibilizar, longe da zona mais urbana e de preferência perto do espaço CROAMA. Colocação de vedação, divisão do espaço por matilhas, um ou dois abrigos (casotas de madeira e/ou contentores com circulação ar) por cada divisão, arvores ou telheiros para protecção do sol e chuva e recipientes/bidons para colocação de bastante água e ração que deverá estar a cargo de uma equipe responsável e com formação (Tratadores) do CROAMA, evitando o contacto directo com os animais, que  numa fase inicial deverá ser feita através de acesso exterior;
3ª » Captura total da matilha, com a ajuda de equipes organizadas entre o CROAMA- LPDA-Animais de Rua e, se possível em parceria com voluntários/cuidadores com formação. Esterilização/castração imediata e avaliação veterinária de cada membro da matilha capturada;
4ª » Libertação das matilhas nos espaços preparados, sua monitorização e alimentação.
Ao longo do tempo alguns canídeos destas matilhas poderão estar aptos para adopção após positiva avaliação veterinária devendo ser encaminhados para o espaço do CROAMA - Ala de Adopções. 
CUSTOS ( ESTIMATIVA):
TERRENO: gratuito, cedido pela CMA
MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO LOCAL: Rede de Arame com altura de cerca 1,5 a 2 mts altura x 25 mts (a partir de 149,48€) x várias dezenas metros comprimento, postes metálicos (cerca de 23,00 € / un.) Brita (cerca 2,00€/20kgs), mão de obra;
Vários abrigos/casotas madeira (desde 155€ cada – tamanho grande), comedouros/bebedouros grandes inoxidáveis (desde 12,00 € cada)
CUIDADOS VETERINÁRIOS: ao abrigo dos dois Protocolos existentes, serão praticados os preços para as esterelizações/castrações, desparasitações internas e externas e outros tratamentos veterinários necessários
ALIMENTAÇÃO/MONITORIZAÇÃO/MANUTENÇÃO/LIMPEZA: Uso dos recursos existentes no CROAMA

SUSANA ROSARIO TRINDADE
17-06-2019
Mina de Água

Validação
Faltam
Meses
Dias
Horas
Minutos
Câmara Municipal da Amadora
Av. Movimento das Forças Armadas - Mina de Água, 2700-595 Amadora
tel. 214 369 000 | e-mail. orcparticipativo@cm-amadora.pt
powered by Wiremaze
designed by Vasco Falardo CMA